Arquivos do Blog

Contra a destruição do Lago do Juá

Texto de Paulo César Miranda, CPP Norte.

Companheiros e companheiras, é triste comentar e mostrar as desgraças que hoje estão chegando para a nossa região com a maior intensidade, isso como todos/as já sabem que a lei do dinheiro fala mais forte. A nossa classe que é reconhecida como a mais pobre por essa sociedade dominante, não merece ter nada, apenas desprezo e desvalorização por conta desse sistema onde tudo é ganancia. Nós amazônidas estamos ganhando por parte dos governos tudo e de uma só vez, por exemplo, as mineradores, hidrelétricas, madeireiras, a expansão imobiliária através dos grandes loteamentos de terra por parte das grandes empresas, os campos de soja e milho e agora a propaganda da aquicultura que eles presentem como a saída do país na questão da pesca.

Estamos com uma fartura de tudo e daqui mais uns dias, vamos ser um exportadores de desgraças e miséria. Companheiros/as, eu estou enviando algumas fotos de uma área onde lutamos tanto para a preservação, pois essa área é no entorno de um lago chamado Juá. Ha séculos que lutamos em defesa de esse bem precioso que até hoje era considerado para o município de Santarém, no Baixo Amazonas, Estado do Pará, um dos últimos lugares próximo a cidade que concentra ainda muitas especies de peixes e animais silvestres.

Trabalhamos um acordo de pesca durante mais de 25 anos, cuidando desse lago com muito carinho. O lago dá sustento diretamente para mais de 150 famílias com atividades de pesca e indiretamente atende uma população muito maior, mas agora as nossas forças foram vencidas pelo capitalismo.

No final de 2009/inicio de 2010, nessa mesma área aconteceu uma grande invasão de aproximadamente 10 mil famílias, e três associações ocuparam a área, devastaram tudo com as construções de muitas casas. Juntamos os movimentos: CPP, GRUPO VERDE, PASTORAL SOCIAL E COLONIA DE PESCADORES/AS Z-20 DE SANTAREM e com o apoio DO MINISTERIO PUBLICO FEDERAL E ESTADUAL, entre outros, e conseguimos tirar essas pessoas do local da invasão, nós fomos trabalhar o reflorestamento da área devastada e conseguimos ainda plantar 3.337 pés de plantas nativas e fazer limpeza, uma vez por ano, no entorno do lago do Juá.

Companheiros e companheiras, há alguns meses, chegou em Santarém uma empresa que tem por nome BURITI. Ela é responsável por fazer os loteamentos da área e assim tomou conta do lugar, ela está acabando com tudo com o  loteamento (desmatou tudo). Eles dizem que serão 12.000,00 casas! O mais triste minha gente é que, quem nos ajudou a tirar as família que entraram na área, acabou entregar para essa empresa o direito de fazer o que bem ela quer do local.

Contra a destruição ambiental, nós do CPP, fazemos parte de uma comissão em defesa do meio ambiente e já reunimos varias vezes com a empresa e a camará de vereadores, e simplesmente eles apresentaram os pacotes de licenças passados para a empresa. Lamentamos tudo isso, tudo o que o “desenvolvimento” vem trazendo e que, no mesmo tempo, acaba destruindo nossos sonhos de uma vida boa vida em harmonia com nosso meio ambiente.

segue algumas fotos da destruição da mata do Lago e de uma reunião de manejo do acordo de pesca com os pescadores e moradores do lago.

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: